top of page

A História do Reiki

Mikao Usui 臼井甕男
(1865 ~ 1926)

Mikao Usui, o visionário fundador do Reiki, nasceu em Taniai, na prefeitura de Gifu, Japão, a 15 de agosto de 1865.

Usui Sensei, recebeu uma educação budista, na escola do templo local Terakoya, algo bastante comum na época. Ao crescer, Usui Sensei decidiu não seguir o negócio de família, tendo trabalhado várias profissões diferentes ao longo da sua vida. Usui Sensei foi empregado de uma empresa, missionário xintoísta, conselheiro de reabilitação de prisioneiros, entre outros cargos; um destes cargos, foi o de funcionário público e secretário político do Conde Shinpei Goto. Como secretário deste político de alta posição, e de várias conexões com o exército, a marinha, e o governo, Usui Sensei fez várias viagens ao exterior, nos navios da marinha. Viajar para o exterior era bastante raro nesta altura, no Japão.

 

Usui Sensei expandiu o seu conhecimento durante suas diversas profissões e em viagens ao exterior enquanto trabalhava com Shinpei Goto. Após a sua carreira em política, Usui Sensei abriu o seu próprio negócio (de momento não há registo sobre o tipo de negócio). Informações dadas por Koyama Sensei, dizem que Usui Sensei encontrou grandes dificuldades económicas e abriu falência. Usui Sensei não lidou muito bem com o sucedido, dando início a uma crise de identidade, ao qual ele se perguntou:

 

Qual é o verdadeiro propósito da vida? ”.

 

Ao refletir e estudar história, medicina, budismo, cristianismo, psicologia, adivinhação, fisionomia e outras filosofias de vida, Usui Sensei concluiu que "O verdadeiro propósito da vida é alcançar o estado de completa paz de espírito", chamado Anjin Ryumei (安心立命) = Um estado interior de paz e contentamento, completa tranquilidade;

 

Em 1919, Usui Sensei embarcou numa jornada para alcançar este estado de espírito, pelo que decidiu fazer um retiro de meditação num templo Zen, em Kyoto. Após 3 anos de treino ascético intenso, Usui Sensei não conseguiu alcançar este estado de iluminação, foi quando decidiu pedir conselhos ao Abade do Templo. O Abade sugeriu uma abordagem radical sugerindo que Usui Sensei tenta-se algo que ainda não tinha tentado, como morrer - na forma mais literal da palavra. Então em março de 1922, Usui Sensei dirigiu-se ao Monte Kurama para meditar e jejuar em preparação para a sua morte física. Por volta de vinte e um dias (mais dia menos dia) de jejum no Monte Kurama, Usui Sensei sentiu um choque poderoso no centro da sua cabeça, como se tivesse sido atingido por um raio de luz e ficou inconsciente. Sem saber quanto tempo tinha estado inconsciente, acordou ao amanhecer. Para sua surpresa, quando acordou sentiu-se revigorado de uma maneira que nunca tinha sentido antes e chegou à conclusão:

"O Universo está em mim - Eu sou o Universo. 

Captura de Tela 2024-01-24 às 13.52.30.png

Geta - Calçado Tradicional Japonês

Raizes das Árvores Mt. Kurama

Captura de Tela 2024-01-24 às 13.52.38.png

Genkan numa casa japonesa

Teria alcançado a Iluminação que procurava?

Para confirmar, Usui Sensei dirigiu-se ao Abade, ao descer alegremente a montanha, calçando uns Geta (calçado tradicional japonês), tropeçou nas raizes das árvores, e arrancou a unha do dedo do pé. Como reflexo, colocou a mão no dedo do pé, para sua surpresa, a dor desapareceu e o sangramento parou; o dedo estava curado.

 

Usui Sensei contou a sua experiência ao Abado, ao qual ele lhe confirma que Usui Sensei tinha alcançado o estado de iluminação - Anjin Ryumei - e que também tinha ganho a habilidade da curar, incentivando-o a partilhar este dom com o mundo.

 

Usui Sensei regressou à sua cidade natal, e começou a tratar familiares e vizinhos. A palavra sobre os resultados incríveis dos tratamentos de Usui Sensei espalhou-se e em poucos dias a sua casa estava repleta de pessoas que procuravam esta forma de cura. Diz-se que o genkan de Usui Sensei estava repleto de calçado de pessoas que vinham para tratamentos de Reiki.

Usui Sensei queria partilhar o Reiki com o mundo, então sistematizou o Reiki e desenvolveu a técnica Reiju, permitindo que outras pessoas conseguissem transmitir Reiki, para se poderem curar a si mesmas, e ao próximo; e, uma vez que as pessoas podiam transmitir o Reiki, ensinou-lhes a detectar as toxinas presentes no corpo, ao seja como sentir Byosen. Esses ensinamentos fundamentais fazem parte dos Cursos de Treinamento Jikiden Reiki que oferecemos hoje, juntamente com outras técnicas que Usui Sensei criou.

Um mês após a sua Iluminação no Monte Kurama, Usui Sensei mudou-se para Tóquio, para espalhar e ensinar o seu sistema de Reiki: O nome original do sistema que ele desenvolveu era "心身改善臼井靈氣療法 = Shin Shin Kaizen Usui Reiki Ryoho" ou "Método de Tratamento Usui Reiki para Melhoria do Corpo e da Mente."

Fundou o "Usui Reiki Ryoho Gakkai", um instituto de estudo e centro de tratamentos, e tornou-se rápidamente muito popular, com pessoas de todas as partes, que procuravam tratamentos e formação em Reiki.

 

Usui Sensei Percebeu que a cura provinha não só de um corpo saudável, mas também exigia uma forma diferente de olhar para a vida, levando à criação dos cinco princípios (Gokai). Irás aprender o Gokai e a importância de Kototama no nível 1 Shoden. 言 Koto significa 'palavras' e 靈 Tama significa 'espírito/alma'.

Usui Sensei viajou por todo o Japão, para fazer tratamentos e ensinar abertamente o seu sistema de Reiki. Antes da sua morte, estima-se que houvesse mais de um milhão de Praticantes de Reiki no Japão. Usui Sensei sofreu dois "derrames" ou hemorragias cerebrais, sendo que o primeiro foi curado com Reiki, o segundo foi mais sério, e Usui Sensei faleceu aos 62 anos, a 9 de março de 1926.

 

Antes de partir, até 26 de janeiro de 1926, Usui Sensei nomeou 20 Shihans (professores) para dar continuidade aos seus ensinamentos, mantendo o Reiki vivo. Assim, o seu legado continuou, com o Dr. Chujiro Hayashi.

Hayashi Sensei
(1879
 ~ 1940)

Qual a situação que se vivia no Japão na altura?

O governo japonês proibiu a cura pelas mãos na década de 1920, fazendo que apenas aqueles com licença médica pudessem 'curar'.

 

Porém, o governo permitiu que Usui Gakkai continuasse com as suas práticas, pois a maioria de seus Shihans eram oficiais de alta patente da marinha, e porque o imperador Meiji era muito respeitado nos ensinamentos de Usui Sensei, sendo que nestes foram incluídos 125 poemas do imperador, presentes ainda hoje nos manuais dos alunos de Jikiden Reiki. Outra razão seria o facto de que o grupo não ensinava ou praticava uma filosofia religiosa.

Em dezembro de 1941, a força aérea japonesa bombardeou Pearl Harbor e uniu-se oficialmente às forças alemãs. Como resultado, os britânicos declararam guerra ao Japão e as coisas tornaram-se difíceis para o Reiki no Japão.

O que tinha sido uma bênção desde a década de 1920 tornou-se uma maldição.

 

Antes da guerra, o governo japonês havia permitido que os praticantes de Reiki prosperassem devido às posições elevadas de muitos Shihans na marinha e no exército. Contudo, as marés viraram: a guerra foi declarada, e todos os homens de uma certa idade foram convocados. O governo garantiu que não houvesse oposição ao seu curso de ação, tornando ilegal todos os grupos esotéricos, suspeitos de ter vínculos com o movimento pacifista. 

 

Usui Sensei Reiki Ryoho Gakkai e Hayashi Reiki Kenkyukai tiveram que fechar portas e parar de praticar em público. Muitos membros do Usui Reiki Ryoho Gakkai morreram durante a guerra, e devido aos bombardeios intensos, arquivos e documentos foram perdidos. Os praticantes que sobreviveram, trabalharam com Reiki apenas em privado.

Em 1945, o Japão foi derrotado na Segunda Guerra Mundial; Após a guerra, as Forças de Ocupação Americanas assumiram o controle do Japão. Os novos governantes mudaram muitas leis, tentando reorganizar a sociedade japonesa, proibindo todas as artes tradicionais de cura japonesas; Reiki, Medicina Chinesa e inúmeros outros grupos de cura pelas mãos tiveram que interromper sua prática ou mudar de direção, como aconteceu anteriormente durante a era Taisho. A indústria farmacêutica americana ganhou um grande mercado e o Reiki tornou-se ilegal.

Como é que o Reiki se espalhou pelo mundo?

Hayashi Sensei foi um dos vinte Shihans que aprenderam Reiki diretamente de Usui Sensei. Devido ao seu treinamento profissional como médico, Usui Sensei pediu ao seu aluno que começasse o seu próprio instituto para praticar, ensinar e pesquisar os efeitos e benefícios de Reiki de forma independente. A sua posição como médico cirurgião permitiu que ele pudesse praticar Reiki sem medo de ser preso. Usui Sensei sabia que Hayashi Sensei seria vital na propagação do Reiki no Japão.

Hayashi Sensei fundou o Hayashi Reiki Kenkyukai, em Tóquio. Devido ao status de médico de Hayashi Sensei, o Hayashi Reiki Kenkyukai cresceu rapidamente. O reconhecimento de Hayashi Sensei e sua personalidade carismática espalharam-se por todos os cantos do Japão, e, como Usui Sensei, ele começou a viajar extensivamente, para ensinar Reiki a outras pessoas. 

Uma das alunas que Hayashi Sensei foi Hawayo Takata, uma mulher japonesa-americana, nascida a 24 de dezembro de 1900. Hawayo Takata foi responsável pela disseminação do Reiki no Ocidente. Em 1935, ela visitou o Japão para fazer uma operação, decidindo não prosseguir com a operação, e procurar um tratamento alternativo, foi apresentada a Hayashi Sensei. Takata Sensei recebeu Reiki até ficar curada. Ela decidiu que queria aprender Reiki e mudou-se para a casa particular de Hayashi Sensei, em Tóquio, como discípula interna. Takata Sensei estudou com Hayashi Sensei de 1936 a 1938. Takata levou o Reiki para o Havai e começou a curar e ensinar pessoas. Se isso não tivesse acontecido, provavelmente o Reiki teria ficado esquecido dentro de uma pequena associação no Japão, mas foi bem diferente.

 

No certificado de Shihan de Takata Sensei datado de 1938, afirmava que ela era uma das 13 Shihans treinadas por Hayashi Sensei. Hawayo Takata, convidou o seu professor Hayashi Sensei, a visitar o Hawai, onde ele ensinou uma estimativa de 350 alunos, entre 1937 e 1938.

3 anos antes de falecer, em 1980, Hawayo Takata decidiu formar 22 mestres de Reiki. Na altura, devido à situação politica no Japão, não era permitido os alunos tirarem apontamentos nos seminários, sendo por isso possível que muitas técnicas criadas por Usui Sensei tenham ficado perdidas quando os ensinamentos do Reiki se espalharam para o ocidente.

Acreditou-se durante muitos anos que o Reiki tinha sido extinto no Japão, porém hoje sabemos que esta informação não é verdade pois, em 1938, com apenas 17 anos Chiyoko Sensei foi uma das alunas mais novas de Hayashi Sensei.

 

O que nos traz aqui hoje, ao Instituto de Jikiden Reiki, fundado por Chiyoko Sensei e o seu filho Tadao Sensei, o motivo pelo qual eu hoje vos posso transmitir os ensinamentos de Reiki Tradicional Japonês, sem influência Ocidental, e como Usui Sensei e Hayashi Sensei o praticaram.

 

Clica aqui para conheceres a história do Instituto de Jikiden Reiki.

 

 

bottom of page